Posts Marcados: amor

Com que olhos você me vê?

Por Luciene Godoy
Apesar do descompasso do tempo, da posição e do parceiro, a primeira relação de amor é tudo o que possuímos para nos ajudar a mudar o que é necessário, para ser bem-sucedido neste mesmo/novo tipo de amor.

Destacado / Deixe um comentário

Com que olhos você me vê?

Por Luciene Godoy
Apesar do descompasso do tempo, da posição e do parceiro, a primeira relação de amor é tudo o que possuímos para nos ajudar a mudar o que é necessário, para ser bem-sucedido neste mesmo/novo tipo de amor.

Destacado / Deixe um comentário
Two Young Peasant Women (Camille Pissarro, 1891–92) - metmuseum.org

Como amaremos no futuro

Luciene Godoy // Como será a nossa forma de amar quando nossa identidade não for mais tão fortemente determinada pela identificação que fazemos ao outro, nos tornando parecidos ou o oposto do que vemos? Como amaremos se tivermos uma identidade

Destacado / Deixe um comentário
Two Young Peasant Women (Camille Pissarro, 1891–92) - metmuseum.org

Como amaremos no futuro

Luciene Godoy // Como será a nossa forma de amar quando nossa identidade não for mais tão fortemente determinada pela identificação que fazemos ao outro, nos tornando parecidos ou o oposto do que vemos? Como amaremos se tivermos uma identidade

Destacado / Deixe um comentário
Princely Couple (Artista desconhecido, obra datada de 1400–1405 e localizada no Irã) - http://metmuseum.org/

Amar & Desejar – quem já se tem

Luciene Godoy De que amor estamos falando? Do “amor-desejo” ou do “amor-amizade”? Do amor Eros, de Platão, para quem amar é desejar. Fácil de definir: se você deseja é porque você ama. No amor erótico é isso mesmo. Só se

Destacado / Um Comentário
Princely Couple (Artista desconhecido, obra datada de 1400–1405 e localizada no Irã) - http://metmuseum.org/

Amar & Desejar – quem já se tem

Luciene Godoy De que amor estamos falando? Do “amor-desejo” ou do “amor-amizade”? Do amor Eros, de Platão, para quem amar é desejar. Fácil de definir: se você deseja é porque você ama. No amor erótico é isso mesmo. Só se

Destacado / Um Comentário
Diana and Endymion (George Frederic Watts, 1891) - www.metmuseum.org

Especial Namorados (III): Dançar na cama

Luciene Godoy // É impensável escrever uma trilogia sobre o namoro, um presente que quis dar aos meus leitores-namorados no mês dos namorados, sem falar em cama. Há duas semanas, escolhi a metáfora da dança para falar de namoro. Namorar,

Destacado / Deixe um comentário
Diana and Endymion (George Frederic Watts, 1891) - www.metmuseum.org

Especial Namorados (III): Dançar na cama

Luciene Godoy // É impensável escrever uma trilogia sobre o namoro, um presente que quis dar aos meus leitores-namorados no mês dos namorados, sem falar em cama. Há duas semanas, escolhi a metáfora da dança para falar de namoro. Namorar,

Destacado / Deixe um comentário
Cena do filme Cinquenta Tons de Cinza (2015)

50 tons de dor e prazer

Luciene Godoy Tem gente pensando que os tons de cinza se referem à cor das gravatas que o biliardário Christian usa para amarrar sua amada, garantindo um corpo à sua mercê durante o sexo, no filme Cinquenta Tons de Cinza.

Cena do filme Cinquenta Tons de Cinza (2015)

50 tons de dor e prazer

Luciene Godoy Tem gente pensando que os tons de cinza se referem à cor das gravatas que o biliardário Christian usa para amarrar sua amada, garantindo um corpo à sua mercê durante o sexo, no filme Cinquenta Tons de Cinza.