Juventude, onde estarás?

Me dou conta de que estão chegando as celebrações do Dia da Criança. Quero ser a primeira a entrar na onda, à minha maneira, é claro, justamente fazendo a pergunta: juventude, onde estarás?

Muito apropriado mesmo trazer à baila o tema da juventude eterna. Ops! Aí já resvalamos para a fantasia, território infantil de fato e de direito. Que fazemos nós, adultos, passeando por essas plagas que não mais nos pertencem? Por que o adulto desde tempos imemoriais vive perseguindo a fonte da juventude? Mitos, músicas, livros, filmes, feitos e mais feitos visando chegar lá.

A Shangri-lá, onde o ser humano não envelhece jamais, nunca deixou de nos encantar e atrair, um pouquinho que seja.

Não querermos morrer é o mesmo que querermos permanecer jovens para sempre? Victor Frankenstein é o mesmo que Dorian Gray? Um busca os segredos da recriação da vida não aceitando seu fim e o outro vai atrás da possibilidade de não parecer envelhecido.

Em ambas as histórias, o fim fatídico se impõe, nos deixando a lição de que na perda da vida e da juventude não se pode mexer sem o risco de que tudo termine em tragédia.

Conversa muito sorumbática para falar de juventude e de Dia da Criança. Sim, verdade, e de propósito, para que possamos estar bem certos de andarmos em território perigoso, areia movediça, terreno minado, poço de piranhas devoradoras.

Com todo o cuidado que a matéria requer, comecemos vagarosamente com a pergunta: o que é mesmo juventude? Será que é ter a pele lisa e sem rugas? Cabelos fortes e vigorosos sem os brancos denunciadores do que se teme? Seria ter um corpo de sereia para a mulher ou de um deus grego para o homem?

E a velhice, seria o quê? O contrário de tudo que foi dito? Ter as rugas, os cabelos brancos, o corpo diminuído e endurecido? A velhice seria não andar mais de patins, ter dores por todo o corpo e reclamar que tudo no passado era melhor? Que “no meu tempo se fazia assim e assado”? Ou que “no meu tempo é que era bom”?

O que define o que é um ser jovem? Não é a idade, não é a aparência, não é o corpo. O que define o jovem é ser novo.

Vamos a algumas definições da palavra novo.

Definição 1: o que existe há pouco tempo.

Definição 2: acabado de fazer.

Definição 3: que é dito, tratado ou visto pela primeira vez.

Novo nada mais é do que movimento. O deslocamento que vai fluindo e trazendo em sua calda os próximos objetos que encontraremos em nossas vidas. Novo é cada dia que nasce com tudo diferente de ontem, tudo novo, portanto. Nossa impressão nos engana quando temos a certeza de que aquilo estava lá. Nem mesmo o lá continua lá. Já mudou de lugar e a gente se enganando.

A criança é um jovem ser humano, pois está na definição do que existe há pouco tempo. Porém, não nos esqueçamos de que tudo para ela também existe há pouco tempo.

Uma criança vive produzindo o novo, porque aprende o tempo todo, acaba de fazer algo e já tem mais novidade para aprender e fazer. Fazer coisas pela primeira vez, então, nem se fala, é essa a praia da criança. Ela vive fazendo muitas coisas pela primeira vez.

Quem é novo e é jovem precisa e quer ver sempre como as coisas funcionam. Quer saber o por que, o pra quê, o de quê e mais uma infinidade de “quês” que vai soltando como flechadas questionadoras.

Jovem tem curiosidade.

Ok, ok, mas a juventude está mesmo onde? Procurem por todos os lados. Não está aqui, não está lá e nem acolá.

A juventude encontra-se bem dentro, bem no fundo dos olhos daqueles que, não importa que idade tenham, veem o mundo com curiosidade.

Morrem eternamente jovens aqueles que  continuam a olhar o mundo com curiosidade.

Os curiosos jamais conhecerão a velhice.

A fonte da juventude se chama curiosidade.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: